Não falamos sobre moda, cultura é o nosso foco, poesia nossa inspiração. Sair do lugar comum é como ver o mundo de cima de um salto 15...Vermelho!!!

sábado, 2 de outubro de 2010

Os Teus Pés

Quando não te posso contemplar
Contemplo os teus pés.
Teus pés de osso arqueado,
Teus pequenos pés duros,
Eu sei que te sustentam
E que teu doce peso
Sobre eles se ergue.
Tua cintura e teus seios,
A duplicada purpura
Dos teus mamilos,
A caixa dos teus olhos
Que há pouco levantaram vôo,
A larga boca de fruta,
Tua rubra cabeleira,
Pequena torre minha.
Mas se amo os teus pés
É só porque andaram
Sobre a terra e sobre
O vento e sobre a água,
Até me encontrarem.

Pablo Neruda

4 Devaneios:

Luís Coelho disse...

Bonito poema como são todos os de Pablo Neruda.
Quem ama os pés ama o restante.

♡ Dani ♡ disse...

Querida leio sempre seus comentarios nos Blogs do Guilherme Bandeira, ficava me perguntando: QUEM será a DIVA?
Bem resolvi vir aki conhecer de perto, Amei seu espaço ♥

Bjoo de Diva ♥

"(H²K) - Hamilton H. Kubo" disse...

Lindo, e o que dizer sobre Neruda, se não que a contemplanção se faz assim por inteiro!

Beijos

Anônimo disse...

Hummm... amo esse, está em meu álbum dos meus pés é lindoooo (o poema ) kkk bjkas
Andréa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons