Não falamos sobre moda, cultura é o nosso foco, poesia nossa inspiração. Sair do lugar comum é como ver o mundo de cima de um salto 15...Vermelho!!!

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Muito prazer, eu sou Arnaldo Antunes! Parte 4

1996 - Excursiona com o show Ninguém por todo Brasil. Tem poemas incluídos na Antologia Poética: Brasil-Colômbia (Para Conocernos Mejor), organizada por Aguinaldo José Gonçalves e Juan M. Roca, Editora Unesp, São Paulo. Participa nos Estados Unidos da exposição Manipulated Word/Text and Image, South Florida Arts Center/Ground Level Gallery, integrando o New Vison Florida-Brazil/A Festival Exchange, em Miami, na Flórida. Grava o CD O Silêncio, pela BMG Brasil, produzido por Mitar Subotic (Suba), com Edgard Scandurra, Paulo Tatit, Pedro Ito, Zaba Moreau e participações especiais de Carlinhos Brown e Chico Science. O release de apresentação é escrito por Péricles Cavalcanti.
Nos Estados Unidos apresenta a performance Nome, no Festival New Vison Florida/Brazil/A Festival Exchange, no Colony Theater, em Miami, Flórida. Estréia o show de lançamento do CD O Silêncio e tem as músicas Eva e Eu, Que Te Quero e Desce gravadas com a orquestra Jazz Sinfônica em apresentação ao vivo no TUCA e no SESC Pompéia. Essas faixas foram lançadas no CD Mundo São Paulo.
Participa do home video Barulhinho Bom, de Marisa Monte, com Carlinhos Brown e Davi Moraes, realizado pela Conspiração Filmes e do CD O Triângulo Sem Bermudas, com releituras de músicas dos Mutantes, interpretando Dia 36. Tem músicas gravadas por Maria Bethania (Lua vermelha, com Carlinhos Brown e Alegria), Odair José (Baby, com Marcelo Fromer e Paulo Miklos), O Terço (Folhas secas) e Palavra Cantada (Era uma vez e Pipoca, com Paulo Tatit e Sandra Peres).

1997 - Nasce Brás, terceiro filho de Arnaldo e Zaba. • Arnaldo tem poemas incluídos nas antologias NORTE Y SUR DE LA POESÍA IBEROAMERICANA — ARGENTINA. BRASIL, CHILE, COLÔMBIA, ESPANHA, MÉXICO, VENEZUELA, organizada por Consuelo Triviño, Editorial Verbum, Colômbia e NOTHING THE SUN COULD NOT EXPLAIN — CONTEMPORARY BRAZILIAN POETS, antologia bilíngüe de vinte poetas brasileiros contemporâneos, organizada por Michael Palmer, Régis Bonvicino e Nelson Ascher, com colaboração de João Almino, Sun & Moon Press, Los Angeles, EUA. • A faixa O Silêncio é incluída na antologia Bati Macumba, lançada pela Bad New Records, no Japão. • Arnaldo participa do Festival da Cultura Caribenha – Fiesta del Fuego, em Santiago de Cuba, e da VI Bienal de La Havana — O indivíduo e sua memória, Havana, Cuba. • Prossegue apresentando o show O Silêncio por todo o Brasil. • Compõe e grava trilha sonora (em parceria com Leonardo Aldrovandi), para o espetáculo Nº 2, de Tiago Carneiro da Cunha, apresentado no Grec 97 – Festival d'estiu de Barcelona e na Expo Portugal. • Participa novamente do festival New Vison Florida/Brazil, dessa vez apresentando performance conjunta com o violinista Cuba Alfredo Triff, na Galeria Ambrosino, Miami, EUA. • Participa da gravação do CD e DVD TITÃS — ACÚSTICO, a primeira apresentação e gravação com os Titãs, desde sua saída da banda no final 1992. • Canta na faixa Xiquexique, de PARABELO, trilha sonora de Tom Zé e Zé Miguel Wisnick, para espetáculo de dança do Grupo Corpo. Essa faixa é também incluída no CD DEFEITO DE FABRICAÇÃO, de Tom Zé, Luaka Bop (EUA). • Publica, pela Editora Perspectiva, dentro da coleção Signos, organizada por Haroldo de Campos, o livro de poemas 2 OU + CORPOS NO MESMO ESPAÇO, que vem acompanhado de um CD com sonorização de alguns poemas em vários canais de vozes simultâneas, gravado especialmente por Arnaldo, produzido por Alê Siqueira. • Participa do CD coletivo CANÇÕES DO DIVINO MESTRE, que acompanha a edição do Bhagavad Gita, traduzido por Rogério Duarte, no qual vários artistas musicam trechos do texto. Arnaldo participa do CD BENZINA, de Edgard Scandurra, interpretando uma parceria dos dois Um olho na ponta de cada dedo. Edgard também grava Gera, degenera, dele e Arnaldo. • Gilberto Gil grava A ciência em si, parceria dele e Arnaldo, em seu CD QUANTA. • Rita Lee grava O que você quer, de Arnaldo e Roberto de Carvalho. • Ornella Vanoni grava SantÁllegria, versão em italiano da música Bem leve, de Arnaldo e Marisa Monte.

1998 - Tem poemas incluídos na antologia ESSES POETAS — UMA ANTOLOGIA DOS ANOS 90, organizada por Heloisa Buarque de Holanda, Aeroplano Editora, Rio de Janeiro, Brasil. • As Faixas Imagem, de Arnaldo e Péricles Cavalcanti, e O seu olhar, de Arnaldo e Paulo Tatit, dos CDs NOME e NINGUÉM são incluídas na antologia de música brasileira, compilada por David Byrne, BELEZA TROPICAL 2 — NEW! MORE! BETTER!, lançada pela Luaka Bop/Warner Bros, nos EUA. • A Companhia de Dança Orgone, apresenta o espetáculo O Meu Dentro é o Que Escorre, baseado nas gravações do CD que acompanha o livro 2 Ou + Corpos no Mesmo Espaço. • Participa da exposição Handmade, Ideogramas, Caligrafias, etc., com Walter Silveira, apresentando ideogramas e caligrafias no Ybakatu Espaço de Arte, em Curitiba. • Grava, com Arto Lindsay e Davi Moraes, a faixa Sem Você, parceria com Carlinhos Brown, para a coletânea Onda Sonora — Red Hot + Lisbon, Red Hot Organization/Movieplay Portuguesa. • A faixa Abraço, parceria com Suba, gravada por ele em seu CD SP Confessions, é incluída na antologia Freezone 5: The Radio Is Teaching My Goldfish Ju-jitsu, lançada pela Crammed Discs, na Bélgica. • Realiza a produção fonográfica do CD Crisantempo de Haroldo de Campos, que acompanha o livro de mesmo título, Ed. Perspectiva, São Paulo. • Grava o seu quarto CD solo, Um Som, pela BMG Brasil, produzido por Chico Neves, do qual participam os músicos Edgard Scandurra, Paulo Tatit, Pedro Ito, Zaba Moreau, Bartolo, Davi Moraes, Moreno Veloso, Fabio Tagliafferri, Paulo Freire, Pedro Sá, Saadet Türkoz, Toninho Ferragutti, Marco Suzano e João Barone. A mixagem deste foi feita na Inglaterra, no estúdio Real World, de Peter Gabriel. O release de apresentação de Um Som é escrito por Marisa Monte. • Participa da XXIV Bienal Internacional de São Paulo, com uma instalação gráfico-poética com camadas de cartazes colados e rasgados. • Estréia o show Um Som, excursionando por diversas cidades do Brasil. • Tem duas parcerias com Carlinhos Brown gravadas por ele em seu CD Omelete Man. • Participa novamente do projeto infantil Palavra Cantada, dessa vez no CD Canções Curiosas, com as músicas Cultura e Criança Não Trabalha (com Paulo Tatit). • O Grupo Molejo grava Família (de Arnaldo e Toni Bellotto).

1999 - Arnaldo prossegue apresentando o show Um Som pelo Brasil. • Tem poemas incluídos nas antologias FESTA DA LÍNGUA PORTUGUESA 2 – VOZES POÉTICAS DA LUSOFONIA, editado em Sintra, Portugal, pela Câmara Municipal e Instituto Camões, e na LKM – DINGE ZWISCHEN LEBEN, Kunst & Werk, Lebemskunstwerke, Alemanha. • Participa da trilha do filme Gêmeas, uma adaptação da obra de Nelson Rodrigues, dirigido por Andrucha Waddington, interpretando a canção Bandeira Branca (de Max Nunes e Laércio Alves). • É lançado o CD FOCUS – O ESSENCIAL DE ARNALDO ANTUNES, uma coletânea do trabalho solo organizada pela BMG Brasil. • Recebe o prêmio de Melhor Clip Pop Brasileiro, com o clipe de Música para Ouvir, dirigido por Andrew Waddington e Toni Vanzolini, da Conspiração Filmes, na quinta edição do MTV Awards Brasil. • Participa da II Bienal de Artes Visuais do Mercosul, em Porto Alegre, evento distribuído em três espaços, no Museu de Arte do Rio Grande do Sul, na Usina do Gasômetro e em sete armazéns às margens do rio Guaíba, onde expõe duas grandes instalações construídas com letras de alumínio pintadas — Cresce e Infinitozinho. • Tem músicas gravadas por Ana Carolina — Agora ou Nunca, parceria com Sérgio Britto e Marcelo Fromer —, pela Timbalada — Pense Minha Cor, parceria com Carlinhos Brown —, Lenine — Rua da Passagem, com Lenine — e Cássia Eller — Um Branco, Um Xis, Um Zero, parceria com Marisa Monte e Pepeu Gomes. • Para o selo infantil Palavra Cantada, compõe Do Vento, gravada no CD MIL PÁSSAROS – 7 HISTÓRIAS DE RUTH ROCHA, canção que depois virá a regravar em seu CD PARADEIRO. • Participa do SONGBOOK JOÃO DONATO, interpretando A Bruxa de Mentira, de João Donato e Gilberto Gil; do SONGBOOK CHICO BUARQUE, interpretando Cotidiano, de Chico Buarque; dos CDs SÃO PAULO CONFESSIONS, de Suba, com a canção Abraço, de Arnaldo e Suba, e do TRIBUTO A CAZUZA, interpretando Mal Nenhum, Cazuza.

Fonte: Site Oficial do Arnaldo Antunes
Fotos: Diversos

1 Devaneios:

sonhador de pesadelos disse...

ai diva prima lali, confesso que nao li tudo nao... mas ele é sensacional mesmo.. suas musicas eram poemas cantados..
vlw.. outra hora eu leio o resto

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons