Não falamos sobre moda, cultura é o nosso foco, poesia nossa inspiração. Sair do lugar comum é como ver o mundo de cima de um salto 15...Vermelho!!!

domingo, 25 de julho de 2010

Amizade na palma da mão


Uma vez eu ouvi a expressão que nós só conhecemos verdadeiramente uma pessoa, a ponto de considerá-la uma amiga, quando, no transcorrer dos dias de convivência, tenhamos comido junto da pessoa, ao todo, 1 kg de sal. Tudo bem que concordo que foi um gordo que inventou isso, ou talvez um aficionado pela Ana Maria Braga, vai ver que a própria Ana Maria Braga que inventou isso – seria um bom marketing para incentivar as pessoas a comer e a ver seu programa, enfim. Mas analisando bem, os japoneses, famosos por terem criado Dragon Ball Z e Cavaleiros do Zodíaco, não pagarem os salários das domésticas (são todas robôs) e por terem uma culinária bastante saudável, são pessoas naturalmente recatadas, obviamente porque comem pouco sal.

Agora pensem nos nordestinos, que adoram conversar e estabelecem vínculos muito rapidamente – tenho a impressão que o Eduardo e a Mônica daquela música do Legião Urbana eram filhos de candangos que construíram Brasília. Imaginem a quantidade de sal que existe na comida nordestina, basta falar na carne de sol, charque e buchada de bode, que às vezes parece ter sido cozinhada com a água do mar. O sal talvez seja mesmo o “termômetro” da amizade, cristaizinhos brancos que remetem a paz e a união dos povos e que são capazes de gerar amizades – se bem que as amizades geram emoções que são traduzidas por palpitações, aumento dos batimentos cardíacos e da pressão arterial, daí o fato do sal favorecer a hipertensão J.

Deixando de lado o sal e meu dom para interpretar erroneamente frases, quero falar mesmo é da amizade, esse negócio que se não move o mundo, no mínimo ajuda a guiá-lo. Último dia 20 de julho foi dia do amigo, data criada por um argentino que achava que se os homens se unissem com seus semelhantes, nada seria impossível, tanto é que hoje a Argentina é o único país sul americano a aprovar a união homossexual, será que isso fará os homens engravidarem? Nada é impossível. Então, recebi um email carinhoso da Lali nesse dia, que eu só li dois dias atrás, porque eu estava para o mundo digital da mesma forma que a Coréia do Norte está para o mundo, claro que com a ressalva de não querer explodir a rede com uma arma atômica.

Amizade é uma coisa interessante, por exemplo, tem outra frase que eu escutei e que, diferente daquela primeira lá em cima, é algo mais, digamos..., doce. Diz que um amigo reconhece o outro quando eles, mesmo sem se verem a muito tempo, são capazes de retomar uma conversa espontânea e fluente após um reencontro, como se tivessem se visto ontem pela última vez, ou mesmo que são capazes de ficarem lado a lado sem dizer uma palavra e, ao mesmo tempo, estarem dizendo tudo. Ou seja, a amizade é ao mesmo tempo a explosão e o comedimento, é a exaltação e a introspecção, a amizade é como se, em um mesmo instante aproximasse e transcendesse – cara, to falando bem em... amizade une a merda com a vontade de cagar, pronto voltei a ser eu mesmo e de certa forma fui inspirado nesse vídeo do poster aí embaixo.

Mas a amizade, na minha concepção, sempre tem algo a mais para dizer, por isso nunca consegui defini-la escrevendo. Vou tentar fazer isso agora, puxa to escrevendo no salto15vermelho, vou pensar pequeno não. Imaginem um pote tosco e ridículo e que dentro dele existisse um líquido formado da mistura da essência com a criação, mas quando aberto pudesse derramar essa mistura a ponto de formar um oceano. De certa forma é assim que vejo a gente, como um pote, que se desgasta e que no fundo representa o que contém. E por sermos um simples pote aprendemos, infelizmente, a minimizar a complexidade e generalizar a banalidade. Mas existe sempre uma mão capaz de abrir o pote. O dono dessa mão não me arrisco a descrever, daria outro texto, talvez basta dizer que comparado aos potes, ele parece ser bem mais vivo. A amizade, portanto, é um dos dedos da mão que abre os potes. Obrigado pelo dedo amigo que me deixa aberto Lali – ficou meio gay esse final, pqp.

4 Devaneios:

Cristovam Melo disse...

Puxa vida, rapaz! Que texto irado! Meio doido, meio poético, e muito sarcástico! rss!!!

Anônimo disse...

maravilhoso poder ler esta declaração de amizade. Feliz aquele que pode ter uma assim BJKAS
Andréa
PS: Vc meio gay é muitoo fofo Lex kkk

Diva Lali disse...

Lex,meu amigo!
Repetindo o que você já sabe:
QUE TEXTO LINDO!!!!
Li, reli, li novamente e tornei a ler. Quantas verdades. Bom seria se todos se arriscassem a vivenciar a amizade sem interesses nem cobranças.

E, repetindo o e-mail, "Feliz Dia do Amigo quando relacionado a você, não é só uma frase feita,
mas é o real desejo que permaneças feliz por todos os dias."

Obrigada por todos os momentos pirados que já vivenciamos.
Sinto orgulho de ser confundida contigo.

"A amizade é um amor que nunca morre!"
Mário Quintana

Um beijo imenso e um abraço apertadão recheado de SAUDADESSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!!!

Diva Lali disse...

PS: Agora, na boa...
O final não ficou meio gay...Eu diria: Totalmente pink! rsrs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons