Não falamos sobre moda, cultura é o nosso foco, poesia nossa inspiração. Sair do lugar comum é como ver o mundo de cima de um salto 15...Vermelho!!!

domingo, 25 de outubro de 2015

Ao poeta com saudades


Poeta menino,
Tão frágil que, por vezes, teme o destino
Poeta medroso,
Sente medo da dor,
de doença,
de agulha,
de multidão,
tem medo do escuro,
Mas gosta da noite,
gosta tanto que por ela se aventura em versos.

Poeta sem juízo e sem amarras
Mas que se amarra a um amor doentio
Poeta iludido que pensa que se aprisionando
viverá uma linda e eterna história de amor

Poeta complacente que abre mão da alma de poeta
E no silêncio se justifica e morre,
e mata,
e chora,
e sofre
Poeta que em agonia se mantém
em favor de um alguém
que a ele não respeita
Sim, que respeito pode existir
se destruo o que tens de melhor?

Poeta, de barulho tua alma é feita
No barulho das almas encantadas
sobrevive a tua alma que encanta
Poeta, não morra!
Não se mate!
Não nos mutile! 

Até sofra, 
pois no sofrimento transbordas em versos
Grita, poeta!
Liberta-te, poeta!
Verseja, poeta!
Invade-nos, poeta!
Invada-se, poeta!
Invada-me, meu querido poeta!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons