Não falamos sobre moda, cultura é o nosso foco, poesia nossa inspiração. Sair do lugar comum é como ver o mundo de cima de um salto 15...Vermelho!!!

quinta-feira, 15 de março de 2012

Ah! Se o mundo inteiro me pudesse ouvir...

Há 15 anos perdíamos o Pai da soul music brasileira. O vozeirão e a irrevência do Tim Maia, fez dele o mais amado (ou odiado, depende do ângulo de visão) doidão-mor da nossa música. 
Além de briguento e de possuir um vasto vocabulário de palavrões, Sebastião Rodrigues Maia, nascido no Rio de Janeiro, foi um cantor, compositor, produtor, maestro, guitarrista, baterista, multi-instrumentista e empresário...Ufa! 



Considerado um dos maiores ícones da música brasileira, marcou gerações com a rouquidão de sua voz, sempre grave e carregada.  Por traz da figura do grande fazedor de problemas, irreverente e, até mesmo, grosseiro existia a sensível alma de um poeta associada ao senso de humor ácido, cuja combinação resultou em canções que alcançaram grande vendagem e se perpeturam. A revista Rooling Stone classificou Tim como o 9º maior artista da música brasileira.

Mas quem sofre
Sempre tem que procurar
Pelo menos vir achar
Razão para viver...
Azul da Cor do Mar



De repente a dor
De esperar terminou
E o amor veio enfim
Eu que sempre sonhei
Mas não acreditei
Muito em mim

Você


Em 2007, o jornalista e produtor musical Nelson Motta, amigo e fã de Tim, lançou o best-seller " Vale Tudo - O Som e a Fúria de Tim Maia", pela editora Objetiva. A biografia traz relatos pessoais e mostra como o inventor do samba soul alcançou o sucesso mesmo mergulhado numa rotina vertiginosa de drogas e álcool.  

:: Veja também ::


Frases polêmicas do Furacão Tim

"Fiz uma dieta rigorosa, cortei álcool, gorduras e açúcar. Em duas semanas perdi 14 dias." 

"Dos artistas do rio, metade é preto que acha que é intelectual e metade é intelectual que acha que é preto." 

"Não fumo, não cheiro e não bebo, mas às vezes minto um pouquinho."

"Mais grave! Mais agudo! Mais eco!
Mais retorno! Mais tudo!"
Queixando-se para o técnico de som, nos shows

"Com os acordes que tem em uma música do Tom Jobim dá para fazer umas cinqüenta."

"Agradeço à minha mãe, maria imaculada, meus sobrinhos, os padres capuchinhos e os trombadinhas da praça da bandeira. Apesar de ter feito um comercial para a Mitsubishi, a Sharp mora no meu coração. Boa noite."
Ao receber o prêmio sharp de 1991 

"Isso é desumano. Nem no fundo musical do xou da xuxa eu posso cantar. Assim as crianças crescem sem saber quem é o Tim Maia."
Comentando sobre a decisão da rede globo de banir tim de todos os programas da emissora, depois que ele faltou ao Domingão do Faustão


"É, engraçado, ás vezes a gente sente, e fica pensando
Que está sendo amado, que está amando, e que
Encontrou tudo o que a vida poderia oferecer
E em cima disso a gente constrói os nossos sonhos
Os nossos castelos, e cria um mundo de encanto onde tudo é belo
Até que a mulher que a gente ama, vacila e põe tudo a perder
E põe tudo a perder..."
Me dê motivos

Pausa...Sintam o som!!!




Tim Maia - Rio de Janeiro, 28 de janeiro de 1942 - Niterói, 15 de março de 1998.

É isso!!!


Fontes: Revista Veja, ClicMusic, Wikipedia, Youtube

3 Devaneios:

Terê. disse...

Olá desculpa a ausencia, mais não esqueço, passando para deixar uma boa noite, tere,

o_solitário disse...

Oi prima, seu blog sempre cultural.
Bj saudades.

Diva L. disse...

Terê, ausência perdoada...rs Mas presença sempre bem-vinda.

Bjo grande

Primo, que bom tê-lo de volta. Obrigada, vc sempre um incentivador dos bons.

Bjo e não some.

Diva L.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons