Não falamos sobre moda, cultura é o nosso foco, poesia nossa inspiração. Sair do lugar comum é como ver o mundo de cima de um salto 15...Vermelho!!!

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Excelência Emocional e Profissional - Alfredo Rocha e Augusto Cury

E lá se foi outubro...Contagem regressiva para um novo ano. Pois é! Em meio aos acontecimentos, outubro foi realmente memorável. No Recife, fomos presenteados com inúmeros eventos que nos enriqueceram com louvor e ampliaram consideravelmente os nossos repertórios. Por esta razão, vale destacar a palestra dos reconhecidos profissionais, Alfredo Rocha e Augusto Cury, que sacudiu os que estavam presentes no teatro da UFPE, no seminário “Excelência Emocional e Profissional”.  Para falar sobre o assunto e trocar ideias,  ninguém menos que a psicóloga Ilma Melo, que esteve presente e gentilmente aceitou o meu convite para compartilhar conosco das experiências vivenciadas. Apreciem sem moderação!

Diva L.




“Quando uma minúscula partícula invade a casa de uma ostra, esta produz um líquido que, ao se combinar com o corpo estranho, cria uma pérola. Da mesma forma, ao invés de reagir negativamente às pessoas e eventos, podemos incluí-los e nos moldar com eles. Através da aceitação, nossa consciência dá um salto para um novo nível de entendimento. O que estávamos considerando um problema pode ser um meio para desenvolver nossas forças e remover nossas fraquezas. Se a situação é um problema ou um presente, isto depende da nossa percepção. A escolha é nossa.”
Por Brahma Kumaris


Alfredo Rocha
Pontos:
Sucesso é estabelecer metas; é acompanhar mudanças (sempre); é adaptar-se ás mudanças. Indivíduos “Gabrielaus” não acompanham as mudanças e terminam ficando para trás. Você é capaz de gerenciar sua história.

Falando de DESMOTIVAÇÃO: desmotivação é se entregar, achar que não consegue algo que se quer.  

Fases da desmotivação:
1.    Ficar triste;
2.    Desmotivado;
3.    Distimia (estágio depressivo leve e prolongado);
4.    Depressão.

O sujeito desmotivado deve procurar alternativas para sair logo dessa desmotivação e – se achar que não consegue sair sozinho (pode estar no último estágio, ou seja, depressão), deve buscar ajuda profissional: Psicólogo ou Psiquiatra. Mas deve lutar por si mesmo, pois ninguém pode fazer isso por ele, por mais que haja pessoas interessadas em ajuda-lo. Este é um processo solitário, individual, único. Pois... “Cada um de nós constrói a sua história e cada ser em si, carrega o dom de ser capaz, de ser feliz...” Já diz a música Tocando em Frente de Renato Teixeira.

E todos nós podemos desenvolver a EXCELÊNCIA.

Excelência: É ser hoje melhor do que ontem e amanhã, melhor do que hoje.

Mentes fechadas (com o “achômetro” ligado) não desenvolvem a EXCELÊNCIA. 

O cérebro é igual a paraquedas... Só funciona ABERTO.

Há uma frase de Dom Helder Câmara:
"Feliz de quem entende que é preciso mudar muito pra ser sempre o mesmo.” 
Esta frase foi usada por Alfredo para dizer que precisamos nos permitir mudanças constantes para nos adaptarmos ao novo, para nos renovarmos e, com isso, continuarmos sendo sempre os mesmos.

EXCELÊNCIA é se informar, orientar, esclarecer e ajudar a nós mesmos e aos outros. Olhar a vida sob uma ótica mais simples. Prestar atenção aos sinais que a vida nós dá dia após dia e tirar o melhor proveito das situações que nos são apresentadas. É não tirar conclusões apressadas e não nos mantermos “engessados” dentro de velhas ideias. É não ficar “gabrielando” por aí, achando que o mundo é que deve mudar para você. Não, amigo, é VOCÊ que deve mudar JUNTO com o mundo. Ele muda a cada dia. Olhe o nascer ou por do sol. Todo dia é a mesma coisa, mas nunca é a mesma coisa. Entendeu?! Mude, para continuar sendo sempre o mesmo. 

Encontrei esta outra frase de Dom Helder e resolvi inseri-la aqui: “É graça divina começar bem. Graça maior persistir na caminhada certa. Mas graça das graças é não desistir nunca.”.

Mais dados sobre Alfredo Rocha: www.alfredorocha.com.br




Augusto Cury
Pontos:
Para ele, todos (ou a maioria) de nós vive a “síndrome do pensamento acelerado”. Pensamos demais, não deixamos o cérebro descansar, o ocupamos com pensamentos excessivos, muitas vezes desnecessários para o nosso bem-estar.

Com isso nos tornamos pessoas cansadas, com falhas de memória, distraídas, sem ânimo para aproveitar os pequenos (mais importantes) prazeres da vida, nos cobrando demais por coisas que não dependem só de nós, enfim, sofrendo.

Para Augusto Cury, a falha de memória é uma estratégia do cérebro para preservar a saúde do sujeito por não aguentar mais tanta informação, tantos pensamentos.

Conforme ele também: “a grande maioria de vocês não são bons para vocês mesmos”.
É importante sermos líderes de nós mesmos. Conhecermos-nos para sermos mais felizes e equilibrados.

Feliz daquele que tem “um lugar para descansar dentro de si mesmo”, disse ele. E eu concordo. Isto é conhecer-se. Saber que dentro de si pode descansar conhecendo seus valores, suas falhas, suas conquistas, suas perdas, enfim, aceitando-se e amando-se.

“Tenha um caso de amor consigo mesmo”. 
Esta foi a frase que mais gostei na palestra inteira, exatamente porque traduz o sentido do todo: ame-se e tudo o mais será mais claro. Mas não é um processo fácil. Exige entrega, doação a si mesmo. Poderia ser tão simples, não é?! Mas somos nós mesmos que não facilitamos as coisas. Mas isso ocorre exatamente por que não nos damos chances. Fomos educados assim e achamos que não podemos. Mas podemos sim. Tente, insista, persista e consiga. Se você quer, você pode.

Para não encher a cabeça de pensamentos desnecessários, seja seletivo. Isto ajudará a não entulhar os pensamentos com o que nunca usará. Lembre-se, procure manter o pensamento leve.

Falando de experiências que levamos conosco: O útero materno “transfere-se” para o “útero social”. Vou tentar explicar. Quando estamos no útero materno vivemos dependentes da nossa mãe e protegidos de tudo: luz, sons, ar, cheiros, sabores, tempo... tudo. Ao sairmos de lá entramos no “útero social” onde somos atingidos impiedosamente por todos os agentes do mundo que não conhecíamos e nem nos faziam falta. Imaginem qual não é a reação de um bebê ao entrar nesse útero social?! Daí todos os registros de experiências e vivências que temos vão se acumulando naturalmente e a vida vai nos conduzindo e nós vamos lidando com eles com as nossas “armas” que são os “produtos” que adquirimos dessas nossas vivências do útero social. Com isso agimos e reagimos no meio.

Quando não temos um bom controle sobre nós mesmos, passamos a sermos pessoas ansiosas e a ansiedade é o “velório antes do tempo”, disse Augusto Cury. É o sofrer por antecipação. Devemos dissipar esses tipos de pensamentos que só nos trazem sofrimento e pesar.

As Janelas Killer

São as experiências assassinas da memória. Experiências traumáticas, ruins, que nos paralisam ou dificultam nossas ações no meio social.

Essas lembranças tem alto poder de atração, mas é possível reeditá-las através da implantação de janelas lights.

Falando assim parece fácil. E pode ser. Para isso é preciso mudar a forma de pensar, de ver as coisas e determinar firmemente para si mesmo que você é capaz de transformar essas experiências ruins. De extrair delas ensinamentos que as façam passar a funcionar como oportunidades de desenvolvimento e força.

Dicas de Augusto Cury para ter saúde psíquica:
  1. 1.    Doar-se
  1. 2.    Diminuir a expectativa do retorno (os mais íntimos são os que mais decepcionam)
  1. 3.    Diminuir a expectativa do retorno de quem se ama (amar sem cobranças, pois quanto mais se cobra, mais se perde. Se continuar assim perderá definitivamente).
  1. 4.    Tem que surpreender, fazer algo que nunca fez para a pessoa amada. Isto pode ser simplesmente dizer que o (a) ama.
  1. 5.    Desenvolver a arte da surpresa. Isto vale para todos: amor, amigos, pais, parentes...
  1. 6.    Não ser “engessado” para a vida
  1. 7.    Deixar de ser previsível
  1. 8.    “Só machucamos o outro, quando somos infelizes”. AC
  1. 9.    Quem agride é frágil, portanto, seja forte. Use sua inteligência a seu favor
  1. 10.  Quem respeita a si mesmo é forte. Quem cativa o ofensor, é que é forte.
  1. 11.  Se me deixo atingir, é porque transformei o que o outro pensa em minha realidade. Por isso, alimente sua autoestima. Ninguém é mais importante para você do que você mesmo.
O pensamento é virtual. Só existe para nós mesmos.

Como proteger o meu EU:
  1. 1.    Criticar cada pensamento perturbador no EXATO momento em que ele surge. Repreenda-o! Duvide do medo. Duvide do controle da fobia.
  1. 2.    Não dê crédito às crenças falsas. Isto represa a criatividade.
  1. 3.    Ter consciência de quem se é e onde se quer chegar.
  1. 4.    Determinar onde se quer chegar. Ter metas.
  1. 5.    Deixar de ser vítima para ser protagonista da própria história.
  1. 6.    “TENHA UM CASO DE AMOR CONSIGO MESMO”. AC

Especialmente para as mulheres:
Segundo Cury,  nós temos a mente muito complexa, e somos naturalmente mais altruístas, solidárias e inteligentes. J
Comentou também:  
“as mulheres não tem sucesso na sociedade. São cobradas excessivamente, só que de forma subliminar”.
Esta cobrança não é só dos outros, mas também e principalmente de nós mesmas. Queremos ser bonitas, jovens, magras, bem sucedidas, bem amadas, boas amantes, boas mães, boas esposas, comprar tudo que quisermos, gastar com tudo e com todos o que bem entendermos e sermos felizes. Pode tanta coisa de uma vez?! Não. Mas nós não aceitamos e vivemos correndo feito loucas para alcançar isso e sempre mais. 

Muitas de nós fazemos críticas severas para nós mesmas. Não aceitamos as mudanças que o tempo nos traz. Desejamos o elixir da juventude e da beleza sem esforço nem sacrifícios (aquela dieta, atividade física, relax...). Daí ele nos deu um alerta... “Mulher, se não conseguir se elogiar, se cale”. Foi duro, mas é a mais pura opinião de que devemos nos valorizar com o que somos e temos. E se não estamos satisfeitas, devemos buscar melhorar com dedicação e empenho, mas sem sofrimento e cobranças excessivas.

“Uma pessoa que se diminui, se apequena diante dos outros”.
“TENHA UM CASO DE AMOR COM VOCÊ MESMO!”
“NINGUÉM É DIGNO DO OASIS SE NÃO APRENDER ATRAVESSAR SEUS DESERTOS”.


Mais informações: www.augustocury.com.br


Forte abraço.


Ilma Melo, Psicóloga com MBA em Gestão do Desenvolvimento Humano e Organizacional com 11 anos de experiência na área.

7 Devaneios:

Aleatoriamente disse...

Diva que preciosidade, você nos presenteou.
Excelência: e o nome já diz tudo.
Amei vir te ler moça querida.

Beijinho amada

Everson Russo disse...

E que venha um novo ano renovando tudo...beijos de bom dia pra ti querida.

Aleatoriamente disse...

Olá moça!
Amei tua chegada por lá.
Para ti um beijinho bem estalado e um abraço bem apertado.

Fernanda

Márcinha Mendonça disse...

Olas seja mais que bem vinda(0), obrigado por gostar do meu cantinho, estou a te seguir, muito legal blog, a começar pelo titulo.
abraços

Anônimo disse...

Eu jah tive a oportunidade de ver uma palestra do Augusto Cury e fiquei maravilhada. Gostei do resumo, uma verdadeira bofetada. Parabens.

Débora

MAILSON FURTADO disse...

QUe post maravilhoso! Realmente deve ser fantástico assistir essa palestra...

E realmente começa a contagem regressiva...

Beijos e tudo de bom pra vc...

Ilma Melo disse...

Olá pessoal! Fico feliz q tenha gostado do resumo. O evento inteiro realmente foi bárbaro! Como disse uma de nossas amigas aqui, foi mesmo uma "bofetada", mas daquelas q nos deixa tonta, enebriada... Sai de lá em êxtase, disposta a mudar minha história e já é isso q estou fazendo. Tenham coragem! Mudem e melhorem vocês tb! A sensação de realização é maravilhosa! Abraços

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons