Não falamos sobre moda, cultura é o nosso foco, poesia nossa inspiração. Sair do lugar comum é como ver o mundo de cima de um salto 15...Vermelho!!!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Noel Rosa: Um sambista irreverente

Primeiro filho de seu Manoel e dona Marta de Medeiros Rosa, Noel veio ao mundo em 11 de dezembro de 1910, no Rio de Janeiro, em parto difícil - para não perderem mãe e filho, os médicos usaram o fórceps para ajudar, o que acabou causando-lhe a lesão no queixo, que o acompanhou por toda a vida. Nascido e criado no bairro carioca de Vila Isabel, colaborou para transformar o bairro em ponto-chave no mapa do samba brasileiro

Franzino, Noel aprendeu a tocar bandolim com sua mãe - era quando se sentia mais importante, lá no Colégio São Bento. Sentava-se para tocar, e todos os meninos e meninas paravam para ouvi-lo extasiados. Com o tempo, adotou o instrumento que seu pai tocava, o violão. Magro e debilitado desde muito cedo, dona Marta vivia preocupada com o filho, pedindo-lhe que não demorasse na rua e que voltasse cedo para casa. Sabendo certa vez, que Noel iria à uma festa em um sábado, escondeu as suas roupas. Quando seus amigos chegaram para apanhá-lo, Noel grita, de seu quarto: "Com que roupa?" - no mesmo instante a inspiração para seu primeiro grande sucesso, gravado para o carnaval de 1931, onde vendeu 15 mil discos.

Desde a adolescência mostrou gosto pela música e pela vida boêmia, deixando de lado os estudos e o curso de medicina sonhado pelos pais. Criou fama de bom violonista no bairro e em 1929 foi chamado para integrar o Bando dos Tangarás, ao lado de João de Barro, Almirante, Alvinho e Henrique Brito. Suas primeiras composições foram gravadas por ele mesmo em 1930: "Minha Viola" e "Festa no Céu". Desde cedo Noel mostrou grande aptidão para o humor, para o relato do cotidiano urbano, do amor nem sempre idílico, da realidade nua e crua e, dependendo do ponto de vista, muito engraçada. Exemplos de seu bom humor são "Coração" (samba "anatômico", lembranças do curso de medicina), "Mulher Indigesta", "Com que Roupa?", "Tarzan, o Filho do Alfaiate" (com Vadico), "Gago Apaixonado", "Cem Mil-réis" (com Vadico) e muitas outras.

Fontes: cliquemusic, mpbnet

2 Devaneios:

kakau disse...

Uauuuuuuuuuu , Noel Rosa,talento,genialidade , sem palablas pra ele...Valeuuuuu , eu recomendo o filme sobre ele : Noel- poeta da vila com Rafael Raposo (Noel Rosa),Camila Pitanga e Paulo César Pereio

bjssss

sonhador de pesadelos disse...

REalmente essa semana está sendo uma viagem ao mundo do samba e da música brasileira. Só aprofundando assim, temos a chance de saber mais sobre a musica e o samba brasileiro.
Obrigado por essa viagem, e por mais esse conhecimento.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons