Não falamos sobre moda, cultura é o nosso foco, poesia nossa inspiração. Sair do lugar comum é como ver o mundo de cima de um salto 15...Vermelho!!!

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Alma

Sou poema livre e inacabado
Minh´alma louca e impoluta
Sem métrica atrevida luta
Com o ímpeto agora adestrado

Cantai, nobre poeta notívago
Embebedai-vos do doce vinho imerso
Escondido entre rimas e desperso
Caminha entre sombras e afago

Quem pode explicar a alma humana?
Que mesmo em cruel desalento
O altar da esperança não profana

Alma e coração bailam divergentes
Dispondo de passos outrora esquecidos
Compactuam livres como adolescentes

Diva L.

0 Devaneios:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | JCpenney Printable Coupons